Atuação do Pilates na Escoliose


Lateralmente, a coluna vertebral exibe curvas naturais: a cifose (uma curva para trás na altura do tórax) e a lordose (curva para frente na região lombar). Mas quando vista do plano frontal, a coluna vertebral deve apresentar um padrão linear e de cima para baixo as vértebras devem estar alinhadas umas com as outras. Tratam-se de características comuns a uma coluna saudável. Quando acontece um desvio da coluna vertebral com inclinação, rotação e extensão das vértebras, surge a escoliose.

Essa deformidade pode ter diversas origens e independentemente do aspecto físico que parece ser igual em todos os tipos de escoliose, elas podem ter prognósticos bem diferentes, comportando-se distintamente em termos de evolução.

Pode formar-se em C ou em S, com curvas para os dois lados do tronco. Sua gravidade é definida pelo ângulo da curva, determinado pelo ângulo de Coob por meio de uma radiografia.

É necessário reconhecer o tipo de escoliose para poder determinar o tratamento adequado.

O tratamento, normalmente, depende de alguns fatores, como causa, tamanho e localização da curva, idade do paciente e grau de evolução da deformidade. Na maior parte dos casos, a escoliose idiopática adolescente é leve e o tratamento pode ser dispensado. Mas a curvatura pode se agravar. Inicialmente, o paciente é submetido a uma minuciosa avaliação funcional, radiológica e estética, para que depois seja traçada uma linha de tratamento adequada.

Os benefícios da prática do Pilates ao paciente com escoliose são variados, mas o conhecimento prévio de algumas características da patologia é indispensável para a orientação do paciente aos exercícios corretos. Daí a necessidade de uma avaliação minuciosa do paciente.

Através de um programa de exercícios bem direcionado, o Pilates oferece alongamento, fortalecimento e equilíbrio corporal, o que auxilia na promoção de um melhor alinhamento vertebral. Como o método também ajuda no ganho de mais flexibilidade, tensões musculares e compressões discais acabam sendo reduzidas, aliviando o problema e impedindo o agravamento do mesmo.

No geral, é muito importante saber que Escoliose gera compressões assimétricas na coluna. Isso significa que um reequilíbrio muscular e um realinhamento articular são essenciais para prevenir lesões nos discos intervertebrais, como hérnia de disco, por exemplo, e evitar dores musculares.